Startup Award Brasil potencializa ecossistema empreendedor entre Brasil e Portugal

Entre mais de 100 startups inscritas de diversas regiões do Brasil, 20 foram selecionadas para disputar uma vaga no Web Summit - um dos maiores eventos de startups no mundo, com sede em Portugal. Quem carimbou o passaporte foi a Go Epik

Startup Award Brasil potencializa ecossistema empreendedor entre Brasil e Portugal

27/06/2017

Uma noite de muito conhecimento e a abertura de um caminho cheio de oportunidades promissoras para o bom empreendedorismo. Na última segunda-feira, 26, foi realizada a primeira edição do Startup Award Brasil – um evento organizado pelo ITESCS – Instituto de Tecnologia de São Caetano do Sul – e a Atlantic Hub. O objetivo deste encontro foi potencializar o empreendedorismo entre Portugal e Brasil, e gerar oportunidades às empresas brasileiras no mercado europeu.

Durante o processo seletivo, mais de 100 startups se inscreveram, mas apenas 20 concorreram ao passaporte para o Web Summit – um dos maiores eventos de startups do mundo, realizado anualmente em Portugal. Uma análise criteriosa de cada projeto verificou o potencial da startup para internacionalização, escalabilidade e faturamento.

Subiram ao palco do IMT – Instituto de Tecnologia Mauá – startups de Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Goiás. Todas fizeram um pitch de quatro minutos para apresentar suas soluções e potencial de sucesso (com mais quatro minutos para perguntas e respostas). A vencedora foi a paranaense Go Epik, que oferece redução do tempo de parada de maquinário (redução de custos) e eliminação de perda por CO na indústria.

“É incrível a força empreendedora que o Brasil possui. Tivemos startups com atuação em diversos nichos de mercado, e pessoas com uma gana surpreendente em busca do crescimento e desenvolvimento profissional. Tenho certeza de que a imersão que começa entre os dois países nos trará bastante conhecimento, afinal, um país que já resolveu boa parte de seus problemas, pode trazer para nós startups que tem todo um percurso já feito”, analisou o presidente do ITESCS, Benicio José de Oliveira Filho. “Estamos quebrando um paradigma. Queremos mostrar que em vez de quebrar a cabeça com produtos e serviços que já possuem uma solução lá fora, nós podemos aplicar nosso conhecimento e garra, e adaptá-lo para empreendermos aqui. Isso é uma nova e diferente visão de oportunidade”, apontou.

Os representantes de Portugal que aqui estiveram, o CEO da GMV Portugal, Bartolomeu Costa Cabral, e o CEO & Co-Founder da Atlantic Hub, Eduardo Migliorelli, afirmaram não existir dúvidas que, de fato, houve uma potencialização do ecossistema empreendedor entre Portugal e Brasil. “Demos o primeiro passado para ajudar startups, empreendedores e investidores brasileiros interessados no intercâmbio entre os dois países, poderem conhecer as oportunidades existentes hoje para a busca de novos mercados, incentivos financeiros e a troca de inteligência. Estamos muito felizes com o sucesso do evento. Portugal descobriu o Brasil a mais de 500 anos, e chegou a hora do Brasil descobrir Portugal”, disse Migliorelli.

Dados os resultados e potencial brasileiro, o Startup Award Brasil está em negociação para que tenha continuidade em 2018. Então, para os empreendedores que sonham em escalar suas startups mundialmente, deverão trabalhar para apresentar ideias inovadoras e que causem impacto nos jurados.

Sobre o ITESCS

O ITESCS é o resultado da iniciativa de empresários de TI de São Caetano do Sul na área de Pesquisa e Desenvolvimento, Telecom, Automação, Gestão de TI, Marketing e Estratégias de Negócios. E tem como objetivo alavancar negócios para as empresas, aumentar as receitas do município e gerar trabalho e renda para seus cidadãos.

(11) 4221-5011

www.itescs.com.br